SOBRE DIAGNÓSTICO

Receber o diagnóstico de câncer ainda é uma situação impactante, que causa muita angústia e até mesmo desesperança.

Câncer é uma doença muito estigmatizada, ela nos coloca de frente com muitas incertezas. Além disso nos remete a memórias de como os antigos o chamavam de sentença de morte ou “doença ruim”.

“É importante saber que, se o paciente estiver bem assistido, fazendo um tratamento dimensionado exclusivamente para a sua doença, com acompanhamento de um oncologista, as possibilidades de cura serão amplificadas”, afirma a Dra. Daniela Lessa, oncologista com quase duas décadas de experiência no enfrentamento e tratamento do câncer.

“A primeira medida que o paciente deve tomar após o diagnóstico é buscar um oncologista clínico para uma avaliação específica e então a definição do tratamento mais adequado para ele. O tratamento é definido com base na realidade pessoal e nas condições especificas de cada um – suas doenças preexistentes, seu histórico de saúde, sua idade, capacidades e todo o seu estado físico, permitindo uma assertividade enorme e com isso maior eficácia na remissão da doença”.

 O PACIENTE PRECISA

Além de um diagnóstico correto e específico, o paciente precisa de um tratamento humanizado em todos os momentos do atendimento. “Nós da Oncosinos, zelamos pelo treinamento e especialização de toda a equipe. Em todo o contato, temos a determinação em oferecer um ambiente seguro e acolhedor como uma das premissas básicas na clínica. Outra questão importante para nós é a privacidade e o conforto do paciente, por isso os espaços são individuais e isolados e ao mesmo tempo com a possibilidade de que o paciente possa ter ao seu lado um familiar ou amigo se ele desejar: estar apoiado pelas pessoas que fazem parte da sua vida é um componente muito importante no processo de tratamento e recuperação”, afirma a Dra. Daniela.

CONHECIMENTO | TECNOLOGIA | EVOLUÇÃO

A Medicina tem apresentado evoluções em espaços de tempo cada vez menores e em escalas cada vez mais exponenciais. São avanços que podem ser usados para beneficiar as pessoas, garantindo taxas de cura e qualidade de vida para tratamentos de doenças como nunca antes se imaginou.

Entre os profissionais que estão na ponta destas pesquisas e da aplicação destas soluções, Novo Hamburgo está muito à frente, com a Oncosinos, que atua no tratamento do câncer há 18 anos e se destaca pelo reconhecimento de seus métodos e de suas práticas em todo o mundo. Na coordenação do trabalho, os médicos Oncologistas Clínicos: Dra. Daniela Lessa – formada em Medicina, especialização pela PUC-RS, com Doutorado em Oncologia pela UFRGS; Dr. Fabiano Ferreira – formado em Medicina, com Especialização e Doutorado pela UFRGS e Pós-Doutorado pelo renomado Instituto de Pesquisa Jules Bordet, em Bruxelas/Bélgica, atualmente também professor da Universidade Feevale no curso de medicina na cadeira de Oncologia.

Em contato permanente e em trabalhos de cooperação com colegas do Brasil e de outros países, os diretores da Oncosinos fazem da sua atividade profissional uma busca permanente de avanços que se traduzam em melhores tratamentos para seus pacientes. “Na última década, as possibilidades terapêuticas na área de Oncologia se multiplicaram, através da pesquisa genética dos tumores e tratamentos específicos”.

“Na Oncosinos, sempre avaliamos a possibilidade de analisar o perfil genético tumoral, com vistas a planejar o tratamento mais eficaz, moderno e adequado às condições do paciente, ” afirma a Dra. Daniela Lessa.

CÂNCER | TRATAMENTO | QUALIDADE DE VIDA | CURA

No diagnóstico do câncer, tempo é fundamental, assim como planejamento. O Oncologista, desde o início do diagnóstico trabalha alinhado aos demais membros da equipe médica, garantindo o melhor planejamento, indicação e sequencia de tratamentos. A abordagem deve envolver todos os aspectos da doença, incluindo já desde a primeira avaliação todas as possibilidades terapêuticas e o melhor momento de cada uma, seja cirurgia, quimioterapia, radioterapia ou outros tratamentos. A consulta precoce com o Oncologista é fundamental.

Como especialista no tratamento de câncer, Dra. Daniela Lessa afirma que “nós vivemos na prática, que um diagnóstico de câncer não representa o fim da vida, e sim o começo de uma história de busca por cura através de tratamentos eficazes.” Ela lembra que “hoje, com a integração de conhecimento, tecnologias e parcerias científicas, as possibilidades de sucesso são muito maiores.”

EVOLUÇÃO DE TRATAMENTOS PODE PERMITIR A PRESERVAÇÃO DE ÓRGÃOS AFETADOS PELO CÂNCER

Um dos aspectos mais importantes da evolução em tratamentos para câncer, segundo a Dra. Daniela, está no conceito de tratamento conservador de órgãos. “Buscamos associar o melhor resultado oncológico com o menor riscoe o menor dano – evitando muitas vezes cirurgias radicais de mama ou mesmo de órgãos internos, como uma bexiga por exemplo. Para isso é necessário o planejamento do oncologista clínico, aliando o profundo conhecimento, experiência e dedicação no estudo desta doença com a capacidade de empatia e sensibilidade para conduzir o tratamento de forma harmoniosa.

Este é o propósito da Oncosinos – conhecer integralmente cada paciente e sua patologia para, a partir deste conhecimento, “prescrever e aplicar exatamente o tratamento que ele precisa, atuando com técnicas de combate ao tumor na medida exata para cada caso, evitando danos colaterais desnecessários e potencialmente irreversíveis”.

Acreditamos que nosso trabalho consiste em CONSTRUIR PONTES E ABRIR PORTAS!

Construindo pontes científicas com universidades locais e internacionais, aliadas a tecnologias avançadas e inovadoras e potencializando ao máximo as perspectivas de tratamento.