Quando escolhemos a Medicina como profissão, já sabemos que teremos muitos desafios pela frente. Porque ao médico cabe não apenas a obrigação do saber científico, mas também a capacidade de acolhimento, de empatia com a dor do outro.
Quando decidimos trilhar o caminho da Oncologia, o desafio aumenta. Porque esta é uma doença que continua estigmatizada. Ainda precisamos desmistificar com nossos pacientes a ideia do câncer como uma doença incurável.
Felizmente hoje temos tratamentos muito mais assertivos, com fármacos que nos permitem individualizar o tratamento para cada pessoa, de forma que ela receba exatamente a medida necessária para tratar a sua doença.
Para mim, a atuação na área de Oncologia tem sido motivo de crescimento pessoal e profissional. É muito gratificante ver pessoas vencendo a doença e retornando à sua vida normal.
Hoje como médicos oncologistas, temos muitas oportunidades de comemorar vitórias, de ver famílias reconstruídas a partir da cura.